Uncategorized

O último a sair que feche a porta

Como se ser pai não fosse uma mudança de vida suficientemente grande estou embarcando em outra, já de seguida.

Tive uma oferta bastante boa para vir para fora, mais concretamente para Dublin, na sede da Ryanair. Trocando por miúdos, também eu me torno (duplamente) emigrante.

A vida gosta de nos pôr à prova: procurei algo do género durante bastante tempo, e só apareceu quando eu nem sequer procurava, com uma bebé recém nascida nos braços.

As minhas princesas não estão vindo de imediato comigo, até a mais pequena crescer mais um bocadinho e eu preparar tudo por cá. Essa parte custa muito, na exacta medida do quanto as amo e do quanto delas preciso. Só nós sabemos o quanto.

Standard

One thought on “O último a sair que feche a porta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.