Uncategorized

Madeira, dias 6 e 7

Dia madrugador, mas bem compensado. Partida para total relax na ilha de Porto Santo, a ilha dos Profetas, nome dado pelos madeirenses aos portossantenses. A recíproca é os Americanos.

A viagem não é barata, mas o barco (Lobo Marinho) é brutal. Mal se sentem as duas horas e pouco de viagem, pelo menos com o mar calmo que apanhamos.


O Lobo

Diferentemente da Ilha da Madeira, o Porto Santo possui um extenso areal de cerca de 9 km. A água, essa, ainda é melhor que na Ilha Mãe. Pena que, num sítio em que raramente chove, tenhamos apanhado uma molha do caraças à noite, mas a tarde foi completamente passada na praia, a lagartar.


Tanto mar, tanto mar

A viagem vale a pena, mas só mesmo por 1 dia ou 2, porque fora fazer praia… total marasmo. De qualquer forma, se não for a melhor praia de Portugal, não está longe disso.

Uma nota para a famosa “lambeca”, o gelado de maior sucesso no Porto Santo. Fraquíssimo, artificial, não lhe vislumbro nada de interesse. Conhecessem estes madeirenses a gelataria Pintado, da Costa…

Standard

One thought on “Madeira, dias 6 e 7

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.