Uncategorized

Madeira, Dia 4

Como o dia não convidava a banhos, fugimos da praia e fomos nos esconder no Curral das Freiras.

O Curral das Freiras é uma pequena vila enfiada no meio de enormes montanhas. É um dos poucos locais da ilha de onde não se avista o mar, estando completamente isolado de tudo o resto. Segundo consta, foi aqui que as freiras se esconderam para fugir às violações, roubos e maus tratos dos malditos corsários franceses que invadiam o Funchal.


Xôr Pirata, nã me leve a virgidade!


No meio do Curral

A caminho do Curral visita-se o imponente miradouro da Eira do Serrado, com 1053 metros de altitude. Té dói!


Google Maps Caseiro


Sem comentários

No regresso, passagem pela Ponta de São Lourenço, que é para podermos dizer que já demos a volta toda à ilha (não é bem verdade, mas é parecido).


Gamito na Ponta de São Lourenço

E depois destas fotos, não preciso dizer mais nada. Fica pra pensar.

Standard

2 thoughts on “Madeira, Dia 4

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.