Uncategorized

Festival Internacional de Chocolate

Hoje estive rodeado de gajas em Óbidos, no Festival do Chocolate. A amada amada, a amada irmã, a amada sobrinha e a amada cunhadinha.

Gostei, mas só por ser em Óbidos, que vale sempre a pena. A decoração, a animação e as esculturas estavam engraçadas, mas nada por aí além, e o mar de gente e confusão não me cativaram. Muito menos a gravação do “Portugal no Coração” com o cromo do João Baião!

Além disso, eu fui lá para me encher de chocolate, mas eles são forretas, não dão nada. Como eu forreta sou, não lhes comprei nada (não vou contabilizar um magnum branco, é trivial). De qualquer das formas, dá a impressão que um gajo sai de lá cheio na mesma, só com o cheiro, é um fenómeno curioso.

O atelier de chocolateria da casa das crianças não posso avaliar, não me deixam entrar, apesar da minha visível juventude. No entanto, elas parecem gostar.

Só para implicar mais um bocado: o “internacional” é enganoso, é tudo tuga.

Standard

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.