Paternidade

Quinny Buzz

Alguns de vocês terão acompanhado a compra do primeiro carrinho da Carolina, e o quanto ficamos contentes com o mega-desconto que apanhamos.

Pois bem, quase 6 meses de uso depois, decidimos comprar outro.

Não podemos falar muito mal do anterior em relação custo-benefício, mas a verdade é que ele está a uma grande distância de ser considerado um bom carrinho, a nível de qualidade de construção, de conforto, de praticidade e de durabilidade . Não lhe demos tanto uso assim para o desgaste que ele já apresenta.

Outro factor que também desconsideramos foi a protecção que o carrinho oferecia, a nível das condições atmosféricas, factor esse que se tornou ainda mais visível num local com um clima tão complicado quanto o Irlandês.

Assim, aconselho pais e futuros pais a ponderarem melhor do que o que nós fizemos na compra do vosso carrinho de bebé.

Actualmente, e depois de um mês de uso intensivo, não podíamos estar mais satisfeitos com a aquisição do Quinny Buzz, que nem é da gama mais alta da marca. Nota-se claramente que a baby vai bem mais confortável, é bastante mais leve, mais prático (abre e fecha com um clique, o que é excelente para não sermos barrados no Dublin Bus quando o lugar de carrinhos já está ocupado), e dá-nos muito mais confiança para passear com ela para qualquer lado, sejam quais forem as condições atmosféricas. Traz de origem uma capa de chuva/vento que não precisa de instruções e deixa a criança completamente protegida e bem ventilada. A única queixa que tenho até ao momento é o tamanho do cestinho, demasiado pequeno para quem está acostumado a trazer as compras no carrinho!

A boa engenharia faz a diferença.

PS: Ter uma criança altera completamente os vossos desejos de consumo. Há dois anos atrás sonhava com e-readers, tablets, smartphones e outros gadgets que tais, agora é próximo acessório do Quinny, cadeirinha automóvel, cadeira de alimentação…

Standard

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.