Uncategorized

Pixote – A Lei do Mais Fraco

Não chega a ser melhor do que Cidade de Deus, como alguns apregoam, mas é um óptimo filme, e mais uma obra-prima do cinema brasileiro, este clássico de 1981.

O filme vai buscar o título à personagem principal, Pixote, e centra-se à volta deste, um menino de rua que vai parar a um reformatório, e que segue com os amigos numa espiral de crime, violência e prostituição.

É um filme completamente cru, quase documental, sem grandes sofisticação técnica mas com uma carga emocional brutal, e assustadoramente próxima. Brilhantes momentos de cinema com o rapazito cover de Roberto Carlos a cantar perante a plateia de meninos flagelados e, principalmente, da cena final com Pixote no colo da prostituta, da qual não revelo mais para não estragar a surpresa a quem veja.

Voltando à comparação com CDD, Pixote consegue ser mais perturbador, não no sentido de conter maior violência (bastante presente), mas do ambiente que possui, da maneira com que nos enquadra no mundo cruel dos personagens, que nos encurrala naquela realidade e nos faz sentir que eles estão condenados, desde o início.

Marília Pêra tem somente cerca de 15 minutos de filme, no papel da prostituta Sueli, mas nesse escasso tempo consegue dar um show à parte, e mostrar o que significa ser uma grande actriz. Mas quem rouba a cena é mesmo o garoto Pixote, com o seu olhar de cachorrinho abandonado e a sua expressão de dor, de inocência e de maldade ao mesmo tempo. Um achado.

A versão de DVD que comprei inclui um making-of muito interessante, em que Hector Babenco e a sua assistente de produção contam todo o processo de escolha e de trabalho com os meninos e revela, por exemplo, que não era seguido propriamente um guião, na medida em que o próprio protagonista era iletrado; os putos se guiavam pelas situações. Uma lição de cinema.

É-nos dado a conhecer também o trágico desfecho da vida real do actor principal, que regressou ao mundo do crime e foi assassinado pela polícia, com apenas 19 anos. O filme, que começou por ser a sua tábua de salvação, fez parte da sua tragédia; nunca lhe despiram a imagem de Pixote, e ele foi sufocado e engolido por esse facto.

Vejam, que vale a pena, até o Spike Lee foi influenciado por este filme enquanto estudante; comprem, que tá barato, ou então me peçam emprestado.

Standard

One thought on “Pixote – A Lei do Mais Fraco

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.